Henrique Alves é hostilizado na saída do apartamento

O ex-deputado federal Henrique Alves foi o terceiro ministro da gestão de Michel Temer a cair e, em uma carta, explicou que não queria criar “constrangimentos” para o presidente interino. Na delação premiada do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, o executivo conta que deu propinas no valor de R$ 1,5 milhão para Alves, entre 2008 e 2014.

Na Europa, fontes próximas ao caso confirmaram com exclusividade a Agência Estado que Alves, num primeiro momento, foi descoberto com uma conta com depósitos que variavam entre US$ 700 mil e US$ 1 milhão.

Esta entrada foi publicada em Vídeo no You Tube. Adicione o link permanente aos seus favoritos.