Visite o mirante da fé na cidade de Florânia/RN.

SANTUARIO DE fLORÂNIA

O monte de Nossa Senhora das Graças teve sua origem do sonho de um frade de nome Otavio em 1946, o qual sonhou com uma menina que dizia existir num dos montes da cidade de Florânia, um milagre. Que era o seguinte: numa época de secas nesta região, a menina que viajava com os pais retirantes, afastou-se deles perto do monte, entretendo-se na procura de frutas de cardeiro, um cacto muito abundante no local, para alimentar-se, como não soube mais voltar morreu de fome e principalmente de sede no alto da serra.

O frade veio procurar o monte, que no sonho tinha como marco uma cerca cortando-a ao meio, justamente a divisa das terras dos fazendeiros João da Mata Toscano e Francisco Assis do Amaral, outro sinal era uma frondosa umburana, em cujo tronco, a menina – santa estava enterrada até a cintura com uma fruta de cardeiro na mão. Esta Umburana serviu de ponto de partida para a comprovação dos milagres ocorridos no local. Esta árvore exalava um perfume santo, daí as pessoas passaram a utiliza-lo como remédio, usando as suas folhas e cascas para curar doenças, mediante votos feitos pelos fiéis.

Em 07 de dezembro de 1947, foi celebrada a 1ª missa pelo Cônego Ambrósio Silva, no monte de Nossa Senhora das Graças sob a umburana. Prosseguida a construção da capela ao ser concluída foi celebrada a 1ª missa em 07 de Dezembro de 1948, a partir de 1949, a festa de Nossa Senhora das Graças ficou sendo festejada a 27 de Novembro, por este dia de ação de Graças ate nossos dias a data da festa e preservada.

Constantemente as pessoas seguem em romarias para pagar promessas e fazer orações no alto do monte, soltam fogos, rodeiam a capela de joelhos, rezam novenas e outras manifestações de fé. O saudoso Padre José Dantas Cortez, incentivou muito as romarias para o monte das graças, celebrando missas, retiros, novenas, reuniões ou prestando serviços e melhoramentos no santuário.

O monte de Nossa Senhora das Graças não é apenas uma das ilustres páginas da história de Florânia, como também e referenciado e enaltecido como ponto turístico da cidade e do RN.

Pároco: Pe. Gleiber Dantas de Melo

Contato: (84) – 3435 – 2702 (Secretaria Paroquial)

 

Esta entrada foi publicada em Religiosidade. Adicione o link permanente aos seus favoritos.